Dolce Vita

O tempo transforma tudo em histórias ou lembranças.

Quem não desejaria ouvir um jazz ao vivo que toca o fundo da alma num Happy Hour no Village de New York e na mesma semana comer um “gnochi de la fortuna” em Roma ou aproveitar a liquidação de inverno em Frankfurt ou assistir um musical no Soho de Londres ou ver “Guernica”(de Picaso) no museu Reina Sofia de Madri ou ver os raios (descargas elétricas) no verão de Johanesburg iluminando o céu?

E tudo isso subvencionado pelo próprio trabalho!

Assim é a vida da Aeromoça articulada, repleta de prazeres.

Primeiro cumpre o dever, depois pode se permitir curtir o mundo a sua volta. E o melhor, ela não precisa ter pressa, afinal, sabe que voltará outras vezes àquele lugar e poderá programar seu “tour”.

5 Comments Add your own


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Bem vindos, a bordo.

aeromoça

menor a bordo príncipe encantado
 
%d bloggers like this: