Prontos para decolar?

E lá vai ela novamente, deslizando sua malinha pelo aeroporto com a destreza de um malabarista.

Quando, derrepente,desaparece.

Foi para a aeronave.

Lá ela se transforma. Afinal, ela é a anfitriã.

“Sejam bem vindos”.

Logo mais, bem mais, ela chegará em seu destino(daquele dia apenas) e saberá:

If you are in Rome, act as a roman.”

 

 Cada lugar pede um comportamento. Sabendo disso, a Aeromoça sente-se em casa em qualquer lugar.

 

 

 

  

 

 

 

Na Itália não se corta o “spaghetti” ou “”tagliarine”. É uma ofensa. Pega-se um fio de macarrão com o garfo e gira-se até aparecer a ponta. Aí poderá ser comido.

 

Na Espanha a Aeromoça jamais bebe sozinha uma jarra de Sangria (drink a base de vinho tinto, frutas, licor e gelo). A bebida é doce refrescante, mas facilmente leva uma bebedora desavisada a subir na mesa e tirar a blusa ao som de um “caliente Flamenco”.

Na Alemanha a cerveja ou o chope não é gelado como no Brasil. A cerveja é fria e os pratos servidos nos restaurantes costumam ser muito fartos.

 Nos Estados Unidos sempre que alguém for pedir algo a um atendente do comércio ou repartição pública, inicia por :”please” (por favor). É princípio inalienável de educação.Que, aliás serve para qualquer lugar.

 

Em Cingapura não se usa goma de mascar, tão pouco se cospe na rua. A falta é grave e a punição é dura.

 

 

 

 

 

 

 

 Cada povo com seu costume.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Cada povo com seu costume.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Cada povo com seu costume.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Cada povo com seu costume.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Cada povo com seu costume.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Cada povo com seu costume.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Cada povo com seu costume.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Cada povo com seu costume.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Aeromoça está sempre pronta para decolar  (para qualquer lugar). 
 Aeromoça que viaja pelo mundo sabe que precisa estar aberta às diferenças.                 
Quem quer viajar tem de saber se desprender dos seus gostos e hábitos mais comuns e experimentar o novo, que pode ser milenar para outros povos que não o dela.                      

 

Na China não se usa roupa verde, já que naquela cultura esta cor simboliza traição. Muito menos, se passa a mão na cabeça de uma criança, gesto comum entre povos latinos. A cabeça é para os chineses área sagrada do corpo humano.     

 

 

 

 

2 Comments Add your own


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to comments via RSS Feed

Bem vindos, a bordo.

aeromoça

menor a bordo príncipe encantado
 
%d bloggers like this: